Os amores impossíveis de Diana Athill

É inglesa, olhos claros, cabelos brancos penteados para trás. Tem 91 anos. Durante grande parte da sua vida foi editora de escritores de prestígio internacional como Norman Mailer, John Updike, Simone de Beauvoir, V.S. Naipaul, Mordecai Richler, etc. A lista é grande e impressionante.

A sua longevidade não atenuou a sua enorme beleza, a pose fina. Aquele ar que certas mulheres detêm e nos deixam à mercê da sua órbita feminina.

Escreveu dois livros de ficção e seis autobiografias. A mais recente intitula-se Somewhere Towards de End, em 2008.

É um livro no qual rasga as suas vestes mais íntimas até à pele. Não se coíbe perante detalhes que usualmente não transcendem os limites de quatro paredes. Escreve, porém, sobre quem amou com a elegância e a minuciosidade de quem viveu cativa da paixão. Amar por vezes contém uma magnitude subversiva. Certamente por isso é que DA não cai em ressaibos frívolos.

Que se leia este livro numa reflexão de espelhos e sem a entropia terrificante e cor-de-rosa da coscuvilhice.

diana-athill

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s