Rosas

Levanto-te os cabelos e as nuvens de Junho passam pelos teus ombros. Os meus dedos crescem então nas tuas costas, devagar, com a música das borboletas. É na sombra do teu corpo que planto as quatro rosas brancas da minha alegria.

Anúncios

Um pensamento sobre “Rosas

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s