Os Açores

Os Açores não são a minha terra. S. Miguel, porém, é o olhar onírico que me liga à minha mãe. Sinto-me parte de um chão que não é meu, é verdade. Mas a minha mãe levou-o consigo para África e deu-mo no momento em que nasci. Assim, há uma ilha deste lado de mim onde o coração guarda o mar intemporal dos genes entre a infatigável ressonância do sangue. Guardo-a com muito afecto, como se fosse uma estrela ou o secreto elemento de um grande amor.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s