Entre memória e o olhar

Debruço-me sobre a paisagem que cresce a pique entre o fulgor de Junho.

Na varanda, observo os flamingos na conquista dos espaços. A tarde, cintilante,

raspa a superfície da água.

Estou novamente em África, ou na memória. Tanto faz.

As palavras são os meus olhos.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Entre memória e o olhar

  1. África é a nossa memória.

    Sei disso quando os flamingos levantam voo
    nas noites sem rosto do sono

    e as manhãs acordas com os olhos molhados das tuas palavras

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s